O Real Madrid foi a Turim nesta terça-feira (3) e venceu por 3 a 0 a Juventus, encaminhando a vaga às semifinais da Liga dos Campeões e ficando mais próximo de seu quarto título da competição nos últimos cinco anos. Mas tudo isso ficou em segundo plano, tamanho o feito de Cristiano Ronaldo. Não bastasse decidir o confronto com dois gols e uma assistência, o português marcou um gol antológico, certamente um dos mais bonitos da história do torneio.

Quando o placar apontava 1 a 0 para o Real e a Juventus era toda ataque, Ronaldo resolveu o duelo com um lance histórico. Acostumado a marcar muitos gols, sendo boa parte destes golaços, o português foi além nesta terça, ao voar na entrada da área e completar o cruzamento de Carvajal com uma bicicleta perfeita.

O lance pegou desprevenido jogadores, treinadores e torcedores. Parte das arquibancadas do Juventus Stadium se rendeu à genialidade do português e aplaudiu, enquanto outra parecia não acreditar no que via e tomou o rumo de casa mais cedo. Até o técnico Zinedine Zidane, outro gênio da bola, escancarou sua incredulidade.

Foi o ponto alto nesta “freguesia” estabelecida por Ronaldo diante da Juventus. Em seis confrontos diante do time de Turim, o português marcou nada menos do que nove gols. Vale lembrar que ele foi decisivo também na final da temporada passada, diante do mesmo rival, ao marcar duas vezes na goleada por 4 a 1.

Nesta terça, Cristiano Ronaldo não tardou em mostrar que o dia seria dele. Logo aos dois minutos de partida, Marcelo recebeu pela esquerda e tocou para Isco. O espanhol recebeu com extrema liberdade tocou no meio para o português, que finalizou cruzado, sem chances para Buffon.

A Juventus, então, foi para cima e tentou de todas as formas a recuperação. Aos 22, Navas fez grande defesa em cabeçada à queima-roupa de Higuaín. De Sciglio também assustou aos 33, mas a resposta do Real quase foi fatal dois minutos mais tarde, quando Toni Kroos emendou de fora da área e acertou o travessão

Precisando do resultado, a Juventus voltou ainda mais ofensiva para o segundo tempo e quase empatou aos 10 minutos, em cobrança de falta de Dybala que desviou na barreira e passou rente à trave. O time de Turim vivia seu melhor momento na partida quando a genialidade de Cristiano Ronaldo decidiu.

Aos 18, Chiellini e Buffon se atrapalharam após lançamento longo, e Cristiano Ronaldo ficou com a sobra para tocar para Vázquez, que parou em grande defesa do goleiro. Mas o rebote foi de Carvajal, que colocou na área. Ronaldo, então, fez mágica. Ele foi muito alto para emendar uma incrível bicicleta no canto esquerdo de Buffon, que sequer tentou a defesa.

A Juventus se entregou. Apenas dois minutos depois, Dybala fez falta dura em Carvajal, recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso. Com o adversário nocauteado, o Real marcou o terceiro, e novamente com participação de Ronaldo. Aos 25 minutos, ele recebeu de Marcelo e devolveu ótima enfiada ao brasileiro, que dividiu com Buffon antes de selar o resultado.

Kovacic ainda acertou um chute no travessão, mas nada que atrapalhasse o time madrilenho, que pode até perder por dois gols de diferença na quarta da semana que vem, em casa, que estará na semifinal.

 

Fonte: AE Conteúdo via Tribuna da Bahia.

Leave a Reply

Your email address will not be published.