Em pleno setembro de 2019, estudantes da zona rural de Camamu vão para a escola em cima de um caminhão – daquele tipo conhecido como “pau de arara”. E uma tragédia interrompeu o roteiro por volta das 7 horas da manhã desta terça-feira (3), quando o veículo capotou e deixou 17 feridos entre os 30 passageiros.

Todas as vítimas têm entre 15 e 17 anos, inicialmente foram conduzidas a um hospital de Ibirapitanga e, em seguida, nove delas foram trazidas para o Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães; uma para a Maternidade Ester Gomes e uma para Manoel Novaes, em Itabuna.

Apenas um rapaz possivelmente passará por cirurgia, porque teve fratura no nariz, mas os feridos chegaram conscientes, mas foram submetidos a exames de imagem, para constatar se a acidente provocou lesões internas. Após os procedimentos, alguns foram liberados no final da manhã.

A principal hipótese é que tenha ocorrido um problema na barra de direção, o que fez o motorista perder o controle e cair de uma ponte. O pai de uma das vítimas informou que os alunos saíram de Tararanga, iam para Copa 70 e só ali pegariam um ônibus com destino ao distrito de Travessão, onde fica o colégio em que estudam.

A Prefeitura de Camumu é a responsável pelo transporte dos alunos e eles são submetidos ao velho “pau de arara” há cerca de 20 anos.

 

Fonte: Diário da Bahia. Foto: Políticos do Sul da Bahia

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.