O número de mortos após o rompimento da barragem da Vale, em Brumadinho, subiu para 110, de acordo com a Defesa Civil estadual. A atualização foi divulgada na noite desta quinta-feira (31), em conjunto ao Corpo de Bombeiros, Polícia Civil e Polícia Militar. A quantidade de desaparecidos diminuiu para 238 pessoas.

No último balanço, divulgado na noite dessa quarta (30), o número de mortes confirmadas era de 99 pessoas. Já as vítimas ainda desaparecidas eram 257.

Para o porta-voz do Corpo de Bombeiros, Tenente Pedro Aihara, a operação – que é considerada a maior na história do Estado – chega a uma fase difícil de localização de vítimas. “A maioria dos corpos que estavam em localidades superficiais já foram encontrados. A partir de agora, necessitamos de um trabalho de escavação já que a maioria dos corpos íntegros já foi recuperada”, afirmou.

Segundo Aihara, o foco está na recuperação de partes de corpos, o que diminuirá a velocidade de localização, já que isso demandará a escavação do solo.

De acordo com o porta-voz da PM, Major Flávio Santiago, já foram percorridos 2/3 dos 400 quilômetros quadrados de área de varredura na busca de desaparecidos. Segundo ele, 950 policiais militares atuam na cidade, sendo que 400 deles estão na área rural e o restante na prevenção de furtos e outros crimes contra residências de pessoas que deixaram Brumadinho.

Segundo Arlen Bahia, delegado da Polícia Civil de Minas Gerais, o foco do trabalho do órgão está na liberação imediata dos corpos localizados.

 

Fonte: Hoje em Dia-MG

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.