GÊNOVA, 15 AGO (ANSA) – As autoridades italianas atualizaram hoje (15) para 39 o balanço de vítimas do desabamento de uma ponte em Gênova. O acidente ocorreu ontem (14), com a Ponte Morandi, e deixou outros 16 feridos, sendo 12 em estado grave. As equipes de resgate extraíram nas últimas horas mais dois corpos dos escombros, os quais ainda não foram identificados, informou o Ministério do Interior.

Também foi atualizado o número de pessoas desabrigadas, que saltou de 440 a 632. Ao todo, 311 famílias tiveram que abandonar suas casas por riscos na infraestrutura e novos desabamentos.

Essas pessoas vivem em imóveis próximos à Ponte Morandi.

Vítimas – As autoridades italianas já identificaram a maioria dos corpos, restando apenas cinco a passarem por identificação.

Alguns dos nomes também foram revelados: Vincenzo Licata, de 58 anos, nascido em Agrigento; Andrea Cerulli, de 48 anos, de Gênova; Gianluca Arpini, de 29 anos, de Gênova; Alberto Fanfani, e 32 anos, nascido em Florença; e uma família inteira de Campomorone: Roberto Robiano, de 44 ano, Ersilia Piccinino, de 41 anos, e o filho Samuele, de 9 anos. O governo da França, por sua vez, confirmou que há três franceses entre os mortos. “O Ministério das Relações Exteriores da França dolorosamente confirma a presença de três franceses entre as vítimas da catástrofe de Gênova”, disse um comunicado divulgado nesta quarta-feira.

 

Fonte: ANSA via Terra. Imagem:  AFP.

Leave a Reply

Your email address will not be published.