O presidente Jair Bolsonaro afirmou que vai receber matéria-prima para a produção de cloroquina, vindo da Índia, até o próximo sábado (11). Durante o pronunciamento em rede de rádio e televisão na noite desta quarta-feira (8), Bolsonaro afirmou que irá deixar o Brasil “melhor do que encontrou” para seu sucessor.

Após citar que a doença e a economia deveriam serem tratadas juntas, o presidente da República defendeu a possibilidade do uso da cloroquina desde o início do tratamento à Covid-19. Segundo ele, a decisão foi tomada após escutar médicos e chefes de estados de outros países.

Bolsonaro voltou a citar que o médico Roberto Kalil se tratou e indicou o uso de cloroquina para outros pacientes afetados pela doença, mesmo antes de ministrar o protocolo de testes.

Além disso, o presidente disse que ele mesmo conversou com o primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi, para tratar da carga de matéria-prima da cloroquina. Espera-se que o material chegue ao Brasil até o próximo sábado (11).

Em seguida, Bolsonaro informou que deve iniciar nesta quinta-feira (9), o pagamento do auxílio emergencial de R$ 600 e relembrou de outras medidas econômicas como, por exemplo, os R$ 60 bilhões destinados para capital de giro destinado para micro, pequenas e médias empresas. Além de falar do saque de FGTS que foi apresentado nesta quarta-feira (8).

Mais uma vez, Bolsonaro voltou a defender a volta ao trabalho e que não foi consultado pelos governadores estaduais sobre as medidas de prevenção e a sua duração, mas afirmou seu respeito ao trabalho de cada um deles. Em seguida, citou que a responsabilidade do afastamento social é exclusivamente de cada governador.

Esta foi a quinta vez que Bolsonaro falou à Nação desde os primeiros casos de coronavírus no país. Os anteriores ocorreram nos dias 6, 12, 24 e 30 de março.

Acompanhe o pronunciamento:

Fonte: TV Brasil.

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.