A biomédica baiana Jaqueline Góes de Jesus foi uma das cientistas escolhidas para ser homenageada com a boneca Barbie. A homenagem foi feita pela fabricante de brinquedos Mattel e escolheu seis cientistas de todo o mundo que foram destaque por seu trabalho na pesquisa sobre o novo coronavírus.

A baiana fez parte da equipe responsável pelo sequenciamento genético do novo coronavírus ainda na época da chegada dos primeiros casos de Covid-19 na América Latina.

Antes do coronavírus, Jaqueline participou da equipe que sequenciou o genoma do vírus da zika.  A cientista é graduada em Biomedicina pela Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública, mestre em Biotecnologia em Saúde e Medicina Investigativa (PgBSMI) pelo Instituto de Pesquisas Gonçalo Moniz — Fundação Oswaldo Cruz (IGM-FIOCRUZ) e Doutora em Patologia Humana pela Universidade Federal da Bahia em ampla associação com o IGM-FIOCRUZ.

Além dela, foram homenageadas com a boneca duas americanas, uma canadense, uma australiana, além da britânica Sarah Gilbert, que liderou a criação da vacina da Oxford-AstraZeneca.

“Enquanto cientista, mulher e negra, ser homenageada pela Barbie e me tornar um modelo para novas gerações é provar que através das oportunidades, o talento e inteligência podem alcançar e até gerar frutos positivos para uma nação” emocionou-se a cientista em uma publicação nas redes sociais.

“Crianças imaginam que podem ser o que quiserem, mas ver o que podem se tornar, ouvindo as trajetórias de outras pessoas e reconhecendo-se nelas faz toda a diferença”, postou a biomédica.

Fonte: Agência Sertão.

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.