A Agência Estadual de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab) emitiu um alerta nesta semana para que a população baiana fique atenta ao recebimento de sementes “misteriosas” pelo correio, sem que tenha feito a encomenda do produto.

Até o momento, houve quatro denúncias de recebimento de sementes de origem desconhecida em Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Goiás e Mato Grosso do Sul. O Ministério da Agricultura acompanha as investigações. Ainda não há casos na Bahia.

A Adab alerta para que a população não utilize as sementes, caso elas cheguem pelo correio sem solicitação. Em caso de recebimento desse produto, o morador não deve abrir ou jogar no lixo, e sim encaminhar imediatamente à ADAB ou à superintendência do Ministério da Agricultura no estado, onde passarão por perícia.

Embora as embalagens surjam com selos da China, o governo chinês nega qualquer envio, e ainda não é possível confirmar a procedência dos envelopes.

Não é a primeira vez que acontecem casos desse tipo. Em agosto deste ano, o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA, em inglês) abriu uma investigação para apurar a chegada de diversos pacotes de sementes misteriosas na casa de milhares de americanos, sem ter sido comprado ou solicitado. Os pacotes  também foram vistos no Canadá.

As investigações do governo norte americano apontaram para uma tática de venda online, na qual as pessoas recebem itens não solicitados de um vendedor que, em seguida, publica avaliações positivas falsas de clientes. O objetivo é melhorar a reputação e aumentar as vendas.

 

 

Fonte: Metro 1. Foto : USDA APHIS

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.